salveoamor:

Ela: Eu me comprometo a ajudá-lo a amar a vida, a sempre abraçá-lo com ternura, e ter a paciência que o amor exige. Para falar quando palavras forem necessárias, e compartilhar o silêncio quando não forem. Para discordar em concordar sobre o bolo. E viver no calor do seu coração, e sempre chamar de lar.

Ele: Eu me comprometo a amá-la seriamente, em todas suas formas. Agora e para sempre.  Prometo que nunca vou esquecer que esse é um amor para toda a vida. E sempre sabendo na parte mais profunda da minha alma que não importa que desafios venham a nos separar, sempre encontraremos um caminho de volta para o outro.

(The Vow - Para Sempre)

(Reblogado de salveoamor)
Parecia que eu tinha voltado a minha fase negra do ano passado. Aquela vontade de ir para o canto da sala, colocar os meus fones de ouvido e esperar o dia passar. Eu olhava para o relógio e dizia a mim mesma que faltam apenas alguns minutos para tudo melhorar. Mas não melhorou, estava longe disso. Imprevistos, novidades ruins, tudo em um mesmo dia. Eu finalmente entendi o que era aquela sensação ruim que estava dentro de mim desde a hora que eu acordei. Tentei acreditar que eu estava criando uma tempestade em um copo d’água, que tudo o que eu precisava era um pouco de ar e amanhã tudo ficaria bem. De fato era um pouco exagerado, mas um exagero natural, aquele que você apenas sente e não pode contar a ninguém. E conforme o dia passava, tudo apenas aumentava como se nunca tivesse um fim. Queria sumir, queria voltar, queria sair dali e correr para qualquer lugar que me fizesse bem. Mas eu não podia, estou presa a minha realidade.
Distanciarei. (via distanciarei)
(Reblogado de senhorita-solidao)
Nunca diga “te amo” se não te interessa. Nunca fale sobre sentimentos se estes não existem. Nunca toque numa vida se não pretende romper um coração. Nunca olhe nos olhos de alguém se não quiser vê-lo se derramar em lágrimas por causa de ti. A coisa mais cruel que alguém pode fazer é permitir que alguém se apaixone por você quando você não pretende fazer o mesmo

Mario Quintana

(via racionador)
(Reblogado de senhorita-solidao)

(Fonte: palesttina)

(Reblogado de aprendizdepoeta)
Eu não posso deixar você ir. Não agora. Já passamos da parte mais difícil. Eu nunca gosto de ninguém e gostei de você. Não vai agora. Não é qualquer pessoa que atravessa esses muros que contruí em minha volta mas você atravessou. Eu não posso deixar você ir porque ninguém mais vai chegar. Ninguém mais vai chegar porque não tem mais espaço, você ocupou todo vazio. Você gostou da minha estranheza e o número de pessoas que gosta de estranhos é muito baixo. Você foi meu um por cento de dar certo. Vai não, mora aqui, mora em mim.
Querido John  (via aprendizdepoeta)

(Fonte: querido--john)

(Reblogado de aprendizdepoeta)
realizes:

realizes:

♡personal/love♡

everything personal♡

realizes:

realizes:

♡personal/love♡

everything personal♡

(Reblogado de realizes)
(Reblogado de aprendizdepoeta)

#boa#noite 👏😊

(Reblogado de evolutional)
Apenas deixo as lágrimas cairem, por nada, ou talvez, por tudo. São tantas coisas que eu guardo dentro de mim, que eu tento aliviar o peso em forma de lágrimas
Christiellen Lima (via r-epreendida)

(Fonte: frivola)

(Reblogado de silmpesmente-eeu)
(Reblogado de evolutional)
Cometa bobagens. Não pense demais porque o pensamento já mudou assim que se pensou. O que acontece normalmente, encaixado, sem arestas, não é lembrado. Ninguém lembra do que foi normal. Lembramos do porre, do fora, do desaforo, dos enganos, das cenas patéticas em que nos declaramos em público. Cometa bobagens. Dispute uma corrida com o silêncio. Não há anjo a salvar os ouvidos, não há semideus a cerrar a boca para que o seu futuro do passado não seja ressentimento. Demita o guarda-chuva, desafie a timidez, converse mais do que o permitido, coma melancia e vá tomar banho de rio. Mexa as chaves no bolso para despertar uma porta. Cometa bobagens. Não compre manual para criar os filhos, para prender o gozo, para despistar os fantasmas. Não existe manual que ensine a cometer bobagens. Não seja sério; a seriedade é duvidosa; seja alegre; a alegria é interrogativa. Quem ri não devolve o ar que respira. Não atravesse o corpo na faixa de segurança. Grite para o vizinho que você não suporta mais não ser incomodado. Use roupas com alguma lembrança. Use a memória das roupas mais do que as próprias roupas. Desista da agenda, dos papéis amarelos, de qualquer informação que não seja um bilhete de trem. Procure falar o que não vem à cabeça. Cantarolar uma música ainda sem letra. Deixe varrerem seus pés, case sem namorar, namore sem casar. Seja imprudente porque, quando se anda em linha reta, não há histórias para contar. Leve uma árvore para passear. Chore nos filmes babacas, durma nos filmes sérios. Não espere as segundas intenções para chegar às primeiras. Não diga “eu sei, eu sei”, quando nem ouviu direito. Almoce sozinho para sentir saudades do que não foi servido em sua vida. Ligue sem motivo para o amigo, leia o livro sem procurar coerência, ame sem pedir contrato, esqueça de ser o que os outros esperam para ser os outros em você. Transforme o sapato em um barco, ponha-o na água com a sua foto dentro. Não arrume a casa na segunda-feira. Não sofra com o fim do domingo. Alterne a respiração com um beijo. Volte tarde. Dispense o casaco para se gripar. Solte palavrão para valorizar depois cada palavra de afeto. Complique o que é muito simples. Conte uma piada sem rir antes. Não chore para chantagear. Cometa bobagens. Ninguém lembra do que foi normal. Que as suas lembranças não sejam o que ficou por dizer. É preferível a coragem da mentira à covardia da verdade.
Carpinejar.  (via depreendido)

(Fonte: acalento)

(Reblogado de senhorita-solidao)
(Reblogado de idealizavel)
(Reblogado de d-rogue)
Uma necessidade absurda de ir para um lugar que eu nem imagino qual seja.
Tati Bernardi.   (via idealizavel)

(Fonte: overgames)

(Reblogado de idealizavel)